Quiálteras – Parte 1
Quiálteras
a) Alteração convencional no valor das figuras musicais, permitindo que três delas sejam executadas no tempo que pertenceria a duas.

b) São grupos de notas empregados com maior ou menor valor do que normalmente representam.

c) São grupos de valores que aparecem modificando a proporção estabelecida pela subdivisão de valores.

Três quiálteras (ou tercina)
É o conjunto de três valores iguais que valem por dois da mesma espécie.

As quiálteras são indicadas por meio de um número escrito em cima ou embaixo do grupo de notas.


As figuras das quiálteras podem ser simplificadas, reduzindo dois ou mais valores a um. Mas, neste caso, há sempre um agrupamento subentendido que deu origem à indicação numérica da quiáltera.


As quiálteras podem ser formadas por valores positivos e negativos e podem ser regulares ou irregulares.
Quiáltera regular - formada por valores iguais.
Quiáltera irregular - formada por valores desiguais.


As quiálteras podem ser formadas nos tempos, nas partes de tempo e preenchendo o compasso inteiro.


REFERÊNCIAS
MED, Bohumil. Teoria da Música. 4ª. ed. rev. e ampl. Brasília, DF: Musimed, 1996. 420 p.

SADIE, S. Dicionário Grove de Música. Tradução de Eduardo Francisco Alves. Rio de Janeiro: Zahar, 1994. 1060 p.

Copyright © 2010 Asas da Alva Publicidade e Consultoria Pedagógica LTDA - Webmaster : Flaviandekson P. Teixeira